quarta-feira, 7 de novembro de 2012

ACESSÓRIOS UTILIZADOS NA PRE-HISTÓRIA



 
Como é interessante saber que, desde a pré-história, o homem usa objetos como acessórios. Primeiramente, eram feitos de seixos e ossos e se revestiam de um significado rústico-religioso. Muitas vezes, serviam como talismã e eram usados por homens e mulheres.

Naquela época, acreditavam que alguns tipos de mensagens eram transmitidas de acordos com os modos de uso e valores estéticos. Aos poucos, deixaram de ter um significado apenas simbólico e passaram a ser considerados enfeites. Assim chegou-se às chamadas jóias, que foram se aperfeiçoando até chegarem aos dias de hoje.



 Para alguns povos, em várias fases de nossa história,  a importância disso era possuir algo incomum, um valor que significasse uma grande dificuldade de obtenção, uma pena de um pássaro raro ou até a orelha de um inimigo. Poderia tanto ver no adereço do Rei seu poder, em muito ouro ou pérolas, significar a conquista de outras terras, assim como o adereço do guerreiro significando sua história de coragem.

Desde antes de Cristo já existem registros históricos do seu uso e até mesmo os Reis Magos o presentearam, quando o visitaram na ocasião de seu nascimento. São muitos os registros e referências bíblicas sobre o seu uso.

Muitos são os produtos usados na confecção, mas o ouro, diamante, prata, pérola e as pedras preciosas foram sempre os mais utilizados, quer seja pela beleza, pela sua durabilidade, pela sua raridade e valor. Devido o alto custo destes produtos e o crescente desenvolvimento tecnológico, foi possível substituí-los por produtos que os imitam e se tornaram acessíveis às pessoas de menos posses, são as semi-jóias, as bijouterias. Hoje, as técnicas para confecção de jóias em diferentes estilos e modelos estão aprimoradas e encontram-se as peças mais belas e sedutoras.
Até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário